Aquecedor para aves e pintinhos

Aqui nesse texto, falaremos um pouco mais sobre o que é o manejo, para que servem os aquecedores, os tipos de proteção, instalações e tudo mais. Primeiramente vamos falar um pouco sobre algumas técnicas comerciais de manejo. Começamos com a instalações dos pintinhos e aves, onde tudo deve ser feito do modo correto, pois eles precisam ser criados em galpões para serem protegidos dos ventos fortes. Dentro desses galpões eles devem ser separados e, no máximo, 500 pintinhos e são chamados de círculos de proteção. Eles podem ser feitos com qualquer tipo de material, papelão por exemplo. Deve ter uma altura de, aproximadamente, 50 cm e com a função de manter sempre na temperatura correta, por isso não pode abrir mão do aquecedor para pintinho, o que faz evitar as corretes de ar frio que aparecem por ali. Em muitos lugares há o uso de campânulas à gás, pois elas conseguem funcionar com a falta de energia e tem uma operação bem mais barata. Elas conseguem irradiar o calor e ficam suspensas no centro dos círculos de proteção. Não podemos ignorar o fato de ter um aquecedor. Eles são muito importantes. E apesar da sua existência, o criador deve ser observar como está o clima e se há algum sinal de desconforto. Se tiver alguma coisa de errado, corrija a situação o mais rápido possível.

Agora falaremos um pouco sobre a cama, que é o nome dado à cobertura que fica espalhada pelo chão. Ela serve para absorver toda a sujeira e umidade que existe no local. Não se esquecendo do conforto que traz para as aves. Por isso que o material da cama deve ser absorvente, não tóxico e que não escorregue. A iluminação com o sistema chamado “black out” eliminada toda a luz externa e são controlados artificialmente. Já o sistema “brown out” só a parte da luz do dia que é aproveitada. Esses tipos de iluminação são essenciais para ter um melhor aproveitamento quando o assunto é alimentação quanto para controlar o amadurecimento das aves. Eles conseguem ser tão importantes quanto a qualidade da comida, fazendo com que todas as aves sejam capazes de alcançar o melhor da sua genética, mas só conseguem fazer uma mudança nos animais por um período mínimo de 15 dias.

A alimentação e água são muito importantes para manter a sobrevivência das aves, apesar dos pitinhos carregarem um resto do saco vitelino, que os deixam viver por até dois dias sem se alimentar, mas nunca é bom deixar o animal em jejum. Assim que eles chegam as circulo de proteção, devemos oferecer água até finalizar o período de hidratação. Logo após podemos inserir a ração, em bandejas de papelão, sobre a cama.

Após o resumo do que são técnicas comerciais de manejo, não podemos nos esquecer de que tem existe o manejo doméstico, onde temos de tratar de uma quantidade menor de pintinhos por lote e nesse modelo é melhor tratar de 1 a 10. As instalações são bem especificas, tendo em vista que há uma quantidade menor de aves. Então, qualquer canto da sua caixa será o suficiente para abriga-los, basta estar seco e livre de correntes de ar. Para o aquecimento usaremos lâmpadas, pois para pequenos lotes elas são suficientes. Basta prende-la acima das aves, a deixando em uma distancia segura, para evitar choques ou queimaduras. Para fazer a cama do pintinho, você pode ate colocar jornal, mas coloque outro material por cima, pois somente ele acumula muita umidade, alem de ser escorregadio. E não se esqueça de oferecer água e ração, para manter sempre o melhor desenvolvimento da ave.